PALMEIRAS

Retrospectiva | ‘Esse negócio de Paulistinha não existe’

Retrospectiva | ‘Esse negócio de Paulistinha não existe’
Foram várias as frases ditas por jogadores ou pessoas ligadas ao futebol que marcaram esta semana. O UOL Esporte separou as cinco melhores para você recordar o que de mais polêmico — ou relevante — aconteceu nos últimos dias.O sempre 'falante' Felipe Melo mais uma vez entrou para a seleção de frases ao comentar sobre…

Foram várias as frases ditas por jogadores ou pessoas ligadas ao futebol que marcaram esta semana. O UOL Esporte separou as cinco melhores para você recordar o que de mais polêmico — ou relevante — aconteceu nos últimos dias.

O sempre ‘falante’ Felipe Melo mais uma vez entrou para a seleção de frases ao comentar sobre a importância do Campeonato Paulista para o Palmeiras. Já o ex-zagueiro Neto, da Chapecoense, deu a sua versão sobre a ausência no amistoso contra a Roma e disse que muitas pessoas o julgaram de maneira errada. Confira as cinco frases da semana:

“Muita gente me julgou de forma errada”

(Neto, um dos sobreviventes da tragédia do voo da Chapecoense, sobre não ter jogado amistoso contra a Roma)

“Aconteceram coisas comigo pós-tragédia que me deixaram chateado. Eu quase não fui para Barcelona para o jogo festivo por falta de convite. Algumas pessoas tinham outra programação. O convite veio de última hora e não era extensivo para minha esposa e meus filhos, que também sofreram. Quando veio o convite para ir a Roma, eu perguntei se eles poderiam ir. Como eles não poderiam, eu também não quis ir. Minha decisão não teve nada a ver com o fato de eu ser evangélico e de a gente ter sido convidado para conhecer o papa. Lógico que eu gostaria de conhecer o papa. Ele é um grande líder. Muita gente me julgou de forma errada por isso.”

“Se não aprender agora, que vá pro hospício”

(Adson Batista, diretor do Atlético-GO, sobre a chance dada para o goleiro Jean)

“Nós recuperamos muitos jogadores, treinadores, e vamos lhe dar a oportunidade de recuperar a vida. Você já pensou? O cara tem talento. Ele vai jogar a carreira dele no lixo? Vai virar uma pessoa melhor, aprender com isso, cuidar da família dele e ter uma vida normal. Ele teve que dar dez passos atrás na carreira dele, e agora vai ter que aprender. Se não aprender, aí, realmente, é um ser que precisa ir para um hospício, porque aí é louco.”

“Negócio de Paulistinha não existe”

(Felipe Melo sobre a importância do Estadual)

“Nosso foco é não perder e já tem que estar focado no Ituano, porque esse negócio de Paulistinha não existe.”

“Ingenuidade e burrice”

(Diego Lugano, superintendente de relações institucionais do São Paulo, sobre Arboleda com a camisa do Palmeiras)

“Está claro que é inadmissível que um jogador vista a camisa de um rival, seja no lugar que for, seja em São Paulo, de férias, na cidade dele… É inadmissível. Por isso, o clube decidiu multar o Arboleda. Mas cada caso é um caso e ninguém melhor que nós, melhor que eu, que conheço o vestiário e conheço o perfil do cara, para saber quando é ingenuidade e burrice e quando o jogador é mau-caráter, como talvez a torcida tenha pensado. Posso garantir que foi ingenuidade e burrice. Ele não faz a mínima ideia se essa camisa verde é do México, da Bolívia, da Chapecoense, do Guarani, de Camarões ou do Palmeiras. Posso garantir. As redes sociais e um amigo engraçadinho se encarregaram de trazer esse problema para ele.”

“Não o respeito”

(Peter Shilton, goleiro que sofreu o gol de mão de Maradona na Copa do Mundo de 1986)

“Já vi outros jogadores trapacearem, admitirem e se desculparem. Mas sua atitude explica por que há animosidade. Ele não vai se desculpar e eu não cumprimentarei. Eu sempre digo que ele é o melhor jogador da história, mas eu não o respeito como esportista e nunca o farei.”

Fonte