LIBERTADORES

Papo com Veiga e temporal marcam primeiro treino de Rony no Palmeiras

Papo com Veiga e temporal marcam primeiro treino de Rony no Palmeiras
A reapresentação do Palmeiras, depois de três dias de folga, marcou o primeiro treinamento de Rony no clube, e foi possível ver a amizade do recém-contratado com Raphael Veiga, meia com quem atuou no Athletico-PR em 2018, em uma atividade marcada por uma forte chuva que caiu na Academia de Futebol. O segundo reforço do…

A reapresentação do Palmeiras, depois de três dias de folga, marcou o primeiro treinamento de Rony no clube, e foi possível ver a amizade do recém-contratado com Raphael Veiga, meia com quem atuou no Athletico-PR em 2018, em uma atividade marcada por uma forte chuva que caiu na Academia de Futebol. O segundo reforço do ano ainda não está regularizado para estrear.

Rony passou o treinamento todo ao lado de Raphael Veiga, com quem atuou no Athletico-PR (William Correia)

Rony passou o treinamento todo ao lado de Raphael Veiga, com quem atuou no Athletico-PR (William Correia)

Foto: Lance!

A primeira parte dos trabalhos foi um exercício físico. Rony passou o tempo inteiro ao lado de Raphael Veiga, conversando bastante enquanto não estava correndo. O atacante e o meia foram titulares na conquista da Copa Sul-Americana de dois anos atrás, pelo Rubro-Negro de Curitiba.Já na parte final dos treinamentos no gramado, começou a pingar. Assim, foi apressada a ida à caixa de areia, que complementou os trabalhos físicos do dia. Sob um temporal, Rony exercitou-se na areia e voltou ainda conversando com Raphael Veiga, a caminho dos vestiários da Academia de Futebol.

Rony treinou com a camisa 96, mas já desembarcou em São Paulo, na sexta-feira à noite, avisando que atuará com a 11, pois a 7, seu número no Furacão, pertence a Dudu. O jogador assinou contrato até dezembro de 2024, mas não tem documentação regularizada para iniciar a semana inscrito no Campeonato Paulista e poder estrear no sábado, contra o Santos, no Pacaembu.

Os acertos burocráticos devem ocorrer ao longo da semana e é certo, por exemplo, que Rony estará na lista de 30 jogadores para a Libertadores que será enviada na sexta-feira. O reforço vai disputar uma posição no ataque com Willian, Veron, Wesley, Luan Silva e Angulo. Pelo Athletico, foram 74 jogos e 13 gols – ele conquistou a Copa Sul-Americana de 2018 e a Copa do Brasil de 2019 pelo clube. Só no último Brasileiro, foram 30 partidas e seis gols.

Aos 24 anos de idade, o atacante era um desejo antigo no clube, que não o trouxe antes diante do imbróglio entre o estafe do atleta e o Athletico. As partes não aceitavam ceder quanto à divisão do valor da venda, o que dificultou a primeira tentativa de negócio.

Após a tentativa frustrada, o Furacão chegou a encaminhar uma renovação com o jogador, mas o novo vínculo nunca foi assinado. O desejo de Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Administrativo, era vender Rony. Neste cenário, houve finalmente o acordo entre as partes para a venda ocorrer.

A transferência foi acertada por 6 milhões de euros (R$ 28,5 milhões). O Palmeiras terá 50% dos direitos econômicos de Rony, o Athletico fica com 35% e o próprio atleta outros 15%. O Corinthians chegou a tentar contratá-lo, já que ele viveu seu melhor momento com o técnico Tiago Nunes. O arquirrival do Verdão, contudo, não quis pagar a quantia pedida pelo Furacão.

Veja também:

As novas camisas de seleções antecipadas por site

Lance!

Fonte