LIBERTADORES

Faz aniversário hoje | Aos 50, Cafu ainda tem recordes na seleção e em Copas intactos

Faz aniversário hoje | Aos 50, Cafu ainda tem recordes na seleção e em Copas intactos
O multicampeão Cafu completa 50 anos hoje (7).Longe do futebol profissional desde 2008, ele foi um dos laterais direitos mais importantes da história e acumula marcas impressionantes que até hoje se mantêm intactas, por clubes, seleção brasileira e até na Copa do Mundo - ele é bicampeão, em 1994 e 2002. O ex-jogador hoje é…

O multicampeão Cafu completa 50 anos hoje (7).

Longe do futebol profissional desde 2008, ele foi um dos laterais direitos mais importantes da história e acumula marcas impressionantes que até hoje se mantêm intactas, por clubes, seleção brasileira e até na Copa do Mundo – ele é bicampeão, em 1994 e 2002.

O ex-jogador hoje é embaixador de marcas de criptomoedas e relógios e de uma cervejaria, além de representar entidades como Fifa, Uefa, Laureus e Special Olympics em grandes eventos, como o lançamento da Copa do Mundo do Qatar. Cafu teve uma fundação beneficente por 16 anos, mas ela fechou as portas em dezembro de 2019.

Em relação aos feitos do passado, só Pelé venceu a Copa mais do que Cafu. O Rei soma três títulos, enquanto o ex-lateral tem duas taças na estante, mesma quantidade de mais 12 lendas brasileiras (inclusive Ronaldo, seu contemporâneo), quatro italianos e um argentino. Quer saber mais curiosidades sobre os recordes de Cafu? O UOL Esporte preparou um levantamento no dia do aniversário do capitão do penta.

Sua estreia foi em 12 de setembro de 1990, em uma derrota da seleção brasileira para a Espanha. Na ocasião, o jogador ainda atuava pelo São Paulo e foi escalado como ponta-direita por Paulo Roberto Falcão. Ele se despediu após a eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo de 2006 para a França. Foram seis títulos em 150 partidas.

O único em três finais

Nenhum outro jogador na história atuou em três finais consecutivas da Copa do Mundo. Em 1994, aos 24 anos, Cafu substituiu o machucado Jorginho aos 21 minutos do primeiro tempo na final contra a Itália. Em 1998, jogou o tempo todo na derrota por 3 a 0 para a França. Já em 2002, faturou o bi como capitão. Essa marca resistirá por pelo menos mais seis anos.

Mais vitórias em Copas

Com quatro edições da Copa do Mundo no currículo, Cafu é quem mais atuou (20 partidas) e mais venceu (16 vitórias) na história da seleção brasileira no torneio. Ele também tem um empate e três derrotas. No total de seus jogos com a Amarelinha, são 92 vitórias, 38 empates e apenas 20 derrotas – um aproveitamento próximo de 70%.

Títulos em todo lugar

Cafu defendeu apenas seis clubes na carreira até deixar o Milan, em 2008. Ele começou no São Paulo e já foi campeão paulista no primeiro ano como profissional, em 1989. Foram dez títulos em cinco anos, inclusive um Campeonato Brasileiro, duas Libertadores e dois Mundiais. Em 1995, ele foi vendido ao Real Zaragoza, da Espanha, pelo qual foi campeão da Recopa Europeia. No mesmo ano, ele defendeu o Juventude por dois jogos como ponte para o Palmeiras, que tinha o mesmo patrocinador do time gaúcho – foi uma forma de driblar uma cláusula imposta pelo São Paulo.

No Palmeiras, o lateral foi campeão paulista. Depois, negociado com a Roma, acabou campeão italiano. De 2003 a 2008, ele ainda defendeu o Milan e recheou a galeria de títulos com a Liga dos Campeões da Europa 2006/2007 e mais um Italiano. São 18 títulos em 19 anos de carreira.

Veja imagens da carreira de Cafu:

Cafu segura o troféu após o Brasil ganhar o penta da Copa do Mundo - Reuters/Kimimasa Mayama

1 / 17

Reuters/Kimimasa Mayama

Cafu levanta a Copa do Mundo pela seleção brasileira em 2srcsrc2 - Getty Images

2 / 17

Getty Images

Ao lado dos jogadores e do técnico Luiz Felipe Scolari, o então presidente Fernando Henrique Cardoso ergueu a Copa do Mundo durante visita da seleção ao Palácio do Planalto. - Sérgio Lima/Folhapress

3 / 17

Sérgio Lima/Folhapress

Cafu participa de treino da seleção, em Fortaleza - Nelson Almeida/AFP

4 / 17

Nelson Almeida/AFP

Cafu, ex-lateral do São Paulo - Reprodução

5 / 17

Reprodução

Cafu com a camisa do Zaragoza, time da Espanha - Reprodução/Twitter

6 / 17

Reprodução/Twitter

Cafu em ação pelo Palmeiras - Antonio Gaudério/Folha Imagem

7 / 17

Antonio Gaudério/Folha Imagem

Ainda quando defendia o São Paulo nos anos 9src, Cafu investiu fora do futebol, com a empresa Cafu Guinchos (na foto). Hoje em dia o ex-lateral de seleção brasileira, Roma e Milan investe em várias frentes, com destaque para a atuação como garoto-propaganda - Folha Imagem

8 / 17

Folha Imagem

Cafu, em foto de 1998, atuando pela Roma - Allsport UK /Allsport

9 / 17

Allsport UK /Allsport

Cafu ao lado da taça da Champions - Valentyn Ogirenko/Reuters

10 / 17

Valentyn Ogirenko/Reuters

Cafu comemora após marcar pelo Milan contra o Parma em 2srcsrc6 - Newpress/Getty Images

11 / 17

Newpress/Getty Images

Ex-lateral Cafu venceu a Copa do Mundo com a seleção em 1994 e 2srcsrc2 - Friedemann Vogel/Getty Images

12 / 17

Friedemann Vogel/Getty Images

Cafu concede entrevista no prêmio Laureus - Ian Gavan/Getty Images for Laureus

13 / 17

Ian Gavan/Getty Images for Laureus

Cafu e Ronaldo entram no gramado com taça da Copa do Mundo sub-17. Decisão é entre Brasil e México - REUTERS/Ueslei Marcelino

14 / 17

REUTERS/Ueslei Marcelino

17.dez.2src13 - Pelé brinca com Cafu ao posar para foto ao lado do ex-capitão da seleção, do Ministro do Esporte Aldo Rebelo e do ex-jogador Clodoaldo, na inauguração da exposição

15 / 17

AFP PHOTO / Evaristo Sa

Ex-lateral Cafu visita CT do São Paulo na véspera de clássico contra o Corinthians pelo Brasileirão - Felipe Espindola / www.saopaulofc.net

16 / 17

Felipe Espindola / www.saopaulofc.net

Cafu, durante entrevista coletiva - Boris Streubel/Getty Images for Laureus

17 / 17

Boris Streubel/Getty Images for Laureus

Fonte