VANDERLEI LUXEMBURGO

Com Luxa e muitas regras: veja como serão testes do Palmeiras nesta terça

Com Luxa e muitas regras: veja como serão testes do Palmeiras nesta terça
Nesta terça-feira, a Academia de Futebol volta a ser local de trabalho para os jogadores do Palmeiras, mas com uma série de restrições. Serão realizados testes físicos nos gramados, acompanhados presencialmente pelo técnico Vanderlei Luxemburgo e por Antônio Mello, coordenador de preparação física, ambos, contudo, com acompanhamento particular. Aos 68 anos de idade, Vanderlei Luxemburgo…

Nesta terça-feira, a Academia de Futebol volta a ser local de trabalho para os jogadores do Palmeiras, mas com uma série de restrições. Serão realizados testes físicos nos gramados, acompanhados presencialmente pelo técnico Vanderlei Luxemburgo e por Antônio Mello, coordenador de preparação física, ambos, contudo, com acompanhamento particular.

Aos 68 anos de idade, Vanderlei Luxemburgo receberá atenção especial no Palmeiras (Agência Palmeiras/Divulgação)

Aos 68 anos de idade, Vanderlei Luxemburgo receberá atenção especial no Palmeiras (Agência Palmeiras/Divulgação)

Foto: Lance!

A preocupação com os dois é por conta de um trecho da resolução do Governo de São Paulo, que aponta que “profissionais com idade a partir de 60 anos ou portadores de doenças crônicas não devem participar dos treinamentos”. O clube entendeu que é uma recomendação e, como considera Luxemburgo (68 anos de idade) e Antônio Mello (72) fundamentais, faz um monitoramento especial. Ambos não têm problemas preliminares, estão bem de saúde, sem comorbidades e com vida ativa, e foram liberados depois de passar por testes.

A partir desta terça-feira, será realizada uma série de avaliações físicas, fisiológicas e bioquímicas, para detectar e corrigir possíveis perdas e deficiências geradas pelos mais de três meses sem treinamento presencial, devido ao isolamento social necessário na pandemia do coronavírus.

O elenco fez testes para detectar COVID-19 na quinta e na segunda-feira e, por enquanto, somente dois atletas não estarão nos trabalhos desta terça: o zagueiro Gustavo Gómez, que não fez exame nenhum por enfrentar problemas para retornar do Paraguai, e um atleta, ainda com nome mantido sob sigilo, que está infectado no momento, sem sintomas. Outros três atletas tiveram o vírus, mas já estão recuperados. Entre membros de comissão técnica e diretoria, só um teve resultado positivo e também se curou plenamente.

Vanderlei Luxemburgo e Antônio Mello fazem parte do restrito grupo de pessoas que circularão pelas dependências da Academia, liberado só para profissionais considerados essenciais – não haverá imprensa. Todos seguindo diretrizes compiladas em um manual de boas práticas elaborado pelo Núcleo de Saúde e Performance do clube com profissionais do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do Hospital Sírio Libanês.

Confira os procedimentos do Palmeiras para os testes desta terça-feira:

– Serão evitadas ao máximo as dependências internas, sem a utilização das áreas de massagem e fisioterapia, por exemplo, para que as atividades ocorram em locais com maior ventilação

– Os atletas vão com seu uniforme direto de casa e serão orientados a ir do treino direto para casa, sem ter contato com outros jogadores, mesmo em qualquer área interna

– Será respeitado um espaço de 20 metros entre os atletas, com cinco jogadores por vez em cada campo. Como a Academia de Futebol tem três campos, o elenco será dividido em dois grupos de, no máximo, 15 jogadores

– O jogador precisará vestir a máscara assim que chegar ao centro de treinamento, mas todo o trabalho físico será realizado sem máscaras pelos jogadores (a comissão técnica, contudo, estará com o equipamento)

– Os jogadores precisarão sair uniformizados de casa, levando álcool em gel, e dirigindo seus carros sem acompanhantes

– Apresentação na triagem sem objetos pessoais, como óculos

– Na chegada à Academia, todos terão a temperatura corporal medida e responderão a um questionário. Quem apresentar febre ou sintoma de gripe será orientado a voltar para casa e comunicar o médico do clube

– O jogador terá acessórios de suplementação, nutrição e hidratação individuais já separados para serem usados apenas por ele e segue até o campo em que treinará, que já estará previamente estipulado

– Não está liberado, de forma alguma, que um jogador se exercite atrás do outro, em forma de fila, para evitar qualquer chance de transmissão

– A rotina de limpeza das instalações será de maior frequência nos ambientes onde há circulação de pessoas. Dispensadores de álcool em gel estarão disponíveis em todos os ambientes

Veja também:

Sem patrocínios, colunista do L! projeta segundo semestre complicado para Botafogo e Fluminense

Lance!

Fonte