SÓCIO AVANTI

23º Portugal de Lés-a-lés com paragem em Vila Nova de Poiares

23º Portugal de Lés-a-lés com paragem em Vila Nova de Poiares
O Município de Vila Nova de Poiares associou-se ao evento organizado pela Federação de Motociclismo de Portugal e que este ano recebe mais de 2000 motociclistas, recebendo uma paragem no café Central, ao km 248, e onde os participantes são também recebidos pela mascote ‘Capri’, numa animação em parceria com a CTEP – Companhia de…

O Município de Vila Nova de Poiares associou-se ao evento organizado pela Federação de Motociclismo de Portugal e que este ano recebe mais de 2000 motociclistas, recebendo uma paragem no café Central, ao km 248, e onde os participantes são também recebidos pela mascote ‘Capri’, numa animação em parceria com a CTEP – Companhia de Teatro Experimental de Poiares.

Esta é uma iniciativa que permite aos participantes do 23º Portugal de Lés-a-Lés descobrir o interior de Portugal tendo como ‘guia’ a famosa N2, que liga o país de Norte a Sul, entre Chaves e Faro, passando pelo concelho de Vila Nova de Poiares, onde encontra o seu ponto mais ocidental, na aldeia de Louredo, junto ao rio Mondego.

Para o Município, a aposta nas potencialidades turísticas desta estrada sempre estiveram na primeira linha de ação, com a integração da Associação de Municípios da Rota da EN-2, a par de muitas outras ações como, por exemplo, a criação de um mural, junto ao edifício dos Paços do Concelho e que tem sido ponto de paragem ‘obrigatória’ para uma foto de recordação.

Transformada num verdadeiro ‘cartão de visita’, a estrada necessita de proporcionar conforto e segurança aos seus utilizadores e foi a pensar nisso que o Município conseguiu, através de acordo com a Infraestruturas de Portugal, iniciar as obras de recuperação e requalificação de um dos troços mais degradados que ainda estavam por recuperar na área territorial do Município.

O número cada vez mais crescente de vsitantes e de entusiastas tem permitido a esta EN-2 ganhar cada vez mais visbilidade, transformando-se rapidamente numa ‘Route 66’ portuguesa, e que traz benefícios associados a todos os locais atravessados por esta via, contribuindo para a divulgação das potencialidades de cada concelho, ao mesmo tempo que ajuda ao próprio desenvolvimento económico local.

Fonte